Notícias

Empregadores acreditam em crescimento tímido nos próximos três meses

Share Button

O ManpowerGroup divulgou os resultados de seu levantamento trimestral, a Pesquisa de Expectativa de Emprego ManpowerGroup, no qual o indicador do Brasil para o 4º trimestre de 2018 foi de +7%. A estimativa representa o valor resultante da diferença entre a porcentagem de empregadores que prevê aumento e a de empregadores que espera uma diminuição na contratação para o próximo trimestre.

As perspectivas de contratação aumentaram 2 pontos percentuais em comparação com o trimestre anterior e 5 pontos percentuais quando comparadas com o mesmo período do ano passado. Ao todo, 16% dos empregadores anteciparam um aumento em níveis de contratação, 10% preveem uma redução e 68% não esperam nenhuma mudança.

“Considerando o trimestre turbulento com a incerteza do cenário eleitoral e a recessão econômica, essa tímida previsão representa boas perspectivas. Acreditamos na recuperação da economia e em melhorias do mercado de trabalho após a conclusão das eleições. As previsões mais otimistas para o próximo trimestre são de +11%, na indústria e no setor de serviços”, destaca Nilson Pereira, CEO do ManpowerGroup Brasil.

O levantamento ouviu 59.351 empregadores em 44 países e territórios, sendo 850 no Brasil. Todos os participantes responderam a seguinte pergunta.

Comparativo por setores
No período, os empregos devem crescer em sete dos oito setores da indústria. As melhores perspectivas são relatadas pelos integrantes dos setores da indústria e de serviços, com previsão de +11%.

Em Agricultura, Pesca & Mineração, a perspectiva é de +10%; no setor de Finanças/Seguros e Imobiliário +9%; na Administração Pública/Educação e para o setor de Comércio Atacadista e Varejo, as perspectivas são de +8%.

Já as intenções de contratação mais fracas foram relatadas pelo setor de Construção, com uma perspectiva moderada de -4%.

Comparativo por regiões
Em quatro das cinco regiões, os empregadores esperam aumentar as folhas de pagamento no 4º trimestre. A expectativa de trabalho mais forte é no estado do Paraná, com +16%. Os empregadores de São Paulo estimam ganhos consideráveis de mão de obra com uma expectativa de +11%; e perspectivas de +8% e +2% são reportadas para o estado de Minas Gerais e a cidade de São Paulo, respectivamente.

No entanto, os empregadores do estado do Rio de Janeiro relatam planos de contratação incertos com perspectiva de -1%.

O CENÁRIO INTERNACIONAL
Manpower Group_ranking 4º trimestre