Notícias

Claudio Costa é agora secretário de Gestão de Pessoas da Prefeitura de SP

Share Button

Depois de 27 anos de atuação na área de RH de empresas privadas, Claudio Costa (foto) assumiu, neste mês, seu primeiro cargo no setor público. E em grande estilo: a partir de agora, ele é secretário executivo adjunto de Gestão de Pessoas da Secretaria Municipal de Gestão (SMG) da Prefeitura de São Paulo, que reúne mais 120 mil servidores ativos.
“A experiência junto à gestão na Prefeitura de São Paulo será mais uma oportunidade para aprender com meus colegas da administração pública, poder contribuir com uma semente e consolidar uma evolução dos processos de gestão de pessoas que traga benefícios não somente à cidade, mas, quem sabe, a todo o país. Mais do que um projeto profissional, é uma oportunidade ímpar de vida em um momento histórico do Brasil”, comenta.

Seu desafio é gigante: de acordo com estimativa da Secretaria da Fazenda, a prefeitura paulistana hoje tem um déficit de quase R$ 7,5 bilhões, o que se traduz na necessidade urgente de ganhar eficiência na gestão da máquina pública.

“Como toda organização, existem elementos de muita qualidade presentes e que devem ser reforçados, de outro lado, há uma série de oportunidades para ganhar eficiência e melhorar o desempenho dessa força de trabalho, o que vai resultar, em última instância, em uma melhor prestação de serviços ao munícipe em áreas cruciais, como saúde, educação e segurança, entre tantas outras”, avalia Costa, frisando que meritocracia, desempenho e eficiência em custos serão a tônica desse processo, sem transgredir leis ou benefícios já adquiridos pelos servidores.

Ante de ingressar na Prefeitura, Costa atuou em empresas como Ecorodovias, TAM, HayGroup, Accenture e Itaú. Em 2014, como diretor de gestão de pessoas da Ecorodovias, foi eleito Profissional do Ano no setor de Transporte e Logística pela revista Você RH; já em 2016, ele fez parte do time de criativos do CONARH – Congresso Nacional sobre Gestão de Pessoas, promovido pela ABRH-Brasil.

“Costumo dividir a minha trajetória em três fases. A primeira trabalhando em RH de empresas, a segunda como consultor e a terceira, e mais realizadora de todas, como executivo de RH de grandes empresas no cenário nacional. Tudo aquilo que vivi no início da carreira, depois como consultor trabalhando para grandes grupos empresariais no país e no exterior, foi determinante para conduzir o RH da TAM e posteriormente da Ecorodovias. Agora terei a oportunidade dessa experiência no setor público”, resume.

Foto: Divulgação