Notícias

92% dos colaboradores da Cummins atuam em responsabilidade social

Share Button
Cultura do voluntariado está enraizada nos valores da companhia
Divulgação
Cummins

A Cummins Brasil celebrou o sucesso das atividades promovidas pelas áreas de Responsabilidade Corporativa ao longo de 2018. Além de novos projetos finalizados e a continuidade de ações permanentes voltadas aos três focos de atuação da companhia – educação, meio ambiente e justiça social –, a empresa registrou o engajamento de 92% de seus colaborados no país e 14 mil horas de voluntariado ao longo do ano.

“É um recorde, a prova mais concreta de que conseguimos enraizar a cultura do voluntariado nos valores da companhia. Nossos colaboradores se envolveram e conseguiram tornar realidade a nossa estratégia de transformar nossa região, uma vizinhança de cada vez, criando progresso e impacto por meio de programas que empoderem nossas comunidades”, diz Soraia Senhorini Franco, gerente da área de Responsabilidade Corporativa.

Uma novidade nesse campo foi a inauguração da Escola Victor Civita, que demandou investimento total de R$ 5,5 milhões. A escola estadual,  no bairro Jardim Cumbica, em Guarulhos, é atualmente referência educacional na região. A empresa também deu início ao Programa Educação Técnica para a Comunidade (TEC), no Rio de Janeiro (RJ), em parceria com a Faetec (Fundação de Apoio à Escola Técnica), subsidiada pelo Governo do Estado.

Entre as ações permanentes promovidas, a sexta turma do Formare Cummins concluiu mais um programa de capacitação de jovens em desvantagem socioeconômica para o mercado de trabalho. Em 2018, mais 24 estudantes foram recrutados para o Programa Jovem Cidadão. Houve plantação de 480 árvores em continuidade ao Programa Ilhas Verdes, doação de sangue e a fabricação de cisternas para a população da região – trata-se do projeto De Gota em Gota, criado em 2015 pelos engenheiros da Cummins para minimizar os impactos da crise hídrica.

Os colaboradores também realizaram projetos de aulas de inglês, roda da leitura, matemática para as instituições de ensino instaladas nas comunidades, além de visitas em asilos para levar alegria e carinho para essa população.

Sobre 2019, Soraia diz que também há muito a fazer. “Será trabalhado o fortalecimento de ONGs com treinamentos de qualificação para melhor servirem a comunidade.Temos a 7ª turma do Formare selecionada; desenvolveremos um trabalho de consultoria técnica na oficina de costura Pano Pra Manga e vamos dar continuidade aos projetos de sucesso já implementados dentro da companhia. Será um bom ano para todos nós”.