Notícias

Segundo CNI, investimento no Brasil crescerá 4% e impulsionará a economia

Share Button

Depois da queda de 4% registrada em 2012, os investimentos no país devem aumentar 4% neste ano e serão a principal alavanca da indústria e da economia brasileira. Com a expansão do investimento, o Produto Interno Bruto (PIB) crescerá 3,2% e o PIB industrial, 2,6%. O consumo terá expansão de 3,5%. Essas são as estimativas da CNI (Confederação Nacional da Indústria), divulgadas nesta quarta-feira (3).

 

Embora as novas previsões estejam mais próximas da previsão menos otimista feita no final do ano passado, a confederação avalia que há sinais de recuperação do setor. Os estoques estão no nível planejado pelos empresários, o que abre espaço para o aumento de produção nos próximos meses.

 

Além disso, a utilização da capacidade instalada aumentou 1,1 ponto percentual e alcançou 84% em janeiro, na série livre de influências sazonais, e aproximou-se dos 84,4% registrados em janeiro de 2008, o maior patamar da série iniciada em 2003. Esse aumento, diz o estudo, é condição importante para a volta dos investimentos.

 

 

Emprego e renda

A recuperação da atividade econômica deve ampliar a oferta de empregos. A previsão é que taxa média de desemprego fique em 5,4% e o rendimento médio real dos trabalhadores continuará se expandindo em 2013.

Entretanto, a aceleração da atividade industrial em um cenário de taxa de desemprego em baixa histórica deverá intensificar ainda mais o problema de falta de trabalhador qualificado.

 

 

20130403134146163056o