Notícias

Saúde criou mais de 123 mil postos de trabalho com carteira assinada no setor privado

Share Button

Apenas nos últimos 3 meses, foram 38 mil contratações

O setor da saúde gerou 123,1 mil novas vagas privadas formais de trabalho de maio de 2018 a maio de 2019, uma alta de 3,6%. Nesse período, descontando os empregos com carteira assinada do setor de saúde, a economia nacional gerou 279,2 mil postos de trabalho formais. De acordo com o Relatório de Emprego com Carteira Assinada na Cadeia da Saúde, do Iess (Instituto de Estudos de Saúde Suplementar), o resultado representa quase um terço (30,6%) do saldo de 402,4 mil empregos registrados na economia como um todo.

De fevereiro a maio deste ano, a saúde gerou 38 mil novos postos privados de trabalho com carteira assinada, correspondendo a um avanço de 1,1%. Enquanto isso, a economia (descontando o resultado do setor) teve crescimento de 0,2%, com um saldo de 80,8 mil empregos formais.

José Cechin, superintendente executivo do IESS, acredita que os números indicam a importância do setor para a recuperação da economia nacional e geração de emprego formal. “É evidente que, em um cenário de lenta recuperação do emprego com carteira assinada e da economia como um todo, a cadeia produtiva da saúde continua expandindo as contratações e agindo como um importante motor para o País”, analisa.